Islands you will fall in Love with – Hydra

Depois de cair com amor!

Depois de um jantar exótico grego a céu aberto partimos para o Sunset Bar onde os coquetéis nos farão continuar pela noite dentro. A vida poderia ser pior! Hydra –Grécia- é a parte bonita do arquipélago de Salónica, que fica perto da costa do pé oriental do Peloponeso. O local escolhido para a noite é a mesma ilha onde Mick Jagger e Onassis tinham esconderijos nos velhos tempos. Hydra manteve um carácter altamente cosmopolita. É muito popular devido à sua cidade extremamente pitoresco, cheio de casas de ladrilhos vermelhos e calçadas de pedra e estreitas vielas.

Anúncios

As Levadas da Madeira

Localizada no coração do Oceano Atlântico, a ilha da Madeira, com 57 km de comprimento e 23 km de largura, apresenta-se como a terapia ideal para todos aqueles que necessitam de recuperar do stress citadino, que ambicionam uma reconciliação com a natureza através de deslumbrantes caminhadas a pé e que pretendam usufruir de um serviço de qualidade exercido por profissionais exímios.

Atravessada por uma cordilheira montanhosa, cujo pico mais alto – Pico Ruivo – atinge os 1862 metros de altitude, a ilha da Madeira dispõe de um clima subtropical durante todo o ano que permite realizar passeios a pé ao longo das magnificas Levadas de água construídas desde o século XVI. As famosas levadas, que cruzam todo o comprimento e largura da Madeira, constituem engenhosos sistemas de irrigação compostos por cerca de 2000 km de canais e 50 km de túneis. Estas foram a forma encontrada para aproveitar a água que cai predominantemente a norte. Os ventos de nordeste empurram as nuvens contra as altas montanhas provocando na encosta norte precipitação que pode chegar aos 2 metros por ano.

Ao calcorrear estas obras primas de esforço humano, podemos contemplar uma das maiores relíquias da natureza qualificada pela UNESCO como Património Mundial : falamos naturalmente da Laurissilva onde encontramos o reduto de uma variedade de Flora única no mundo. Destaque-se as Laurássias, as Urzes Molares, Folhados, Pau Branco, Figueiras do Inferno entre muitas outras. Algumas destas plantas são endémicas pois não podem ser encontradas no seu estado selvagem noutro local do globo, outras são comuns apenas ás ilhas da Macaronésia – Madeira, Açores, Canárias e Cabo Verde.


Fontes: madeirawalking.com

Picos da Europa

O nome diz tudo e a imensidão da paisagem também. Estamos perante um dos maciços montanhosos mais importantes da Península Ibérica, com zonas de alta montanha de origem glaciar, gargantas apertadas, lagos espelhados, extensos vales e picos abruptos. Falamos do Parque Nacional dos Picos da Europa, uma área de 64 660 hectares, entre as Astúrias, Léon e a Cantábria, que constitui a segunda maior zona protegida de Espanha e a terceira da Europa.
Esta formação calcária estende-se pelas Astúrias, Cantábria e Castela e Leão, destacando-se pelas suas altitudes, em muitos casos acima dos 2500 metros, pelo próximo que estão do Mar Cantábrico, já que no seu ponto mais setentrional distanciam-se apenas 15 quilómetros da costa.

Os Picos de Europa dividem-se em três grandes maciços: O Ocidental ou Cornión, o Central ou dos Urrieles, e o Oriental ou de Ándara.

As maiores altitudes encontram-se no Maciço Central, que é o mais agreste dos três: quatorze dos seus cumes superam os 2600 metros de altitude, com , de 2648 metros, como tecto destas montanhas. Não se pode falar deste Maciço sem mencionar o Pico Urriellu, ou Naranjo de Bulnes, indiscutível rei destas montanhas e de todas as restantes da geografia hispânica, por ser também um ex-libris do alpinismo espanhol. Foi conquistado pela primeira vez em 1905 por Pedro Pidal, Marquês de Villaviciosa e seu companheiro Gregorio Pérez DeMaría e, desde então, a sua aura lendária não parou de crescer.

Os três melhores hostels do mundo são em Lisboa

Foram mais de um milhão de avaliações para um hotel de 25.000 hostels espalhados por 150 países. A edição de 2011 dos Hoscar Awards, atribuídos pelo site Hostelworld, o maior site de reservas para esta categoria de alojamento, deu a conhecer os melhores hostels do mundo. Lisboa foi a grande vencedora e, pelo terceiro ano consecutivo, os prémios para os três melhores hostels distinguiram a capital portuguesa. O Travellers House, na Rua Augusta, mantém-se na liderança. O Lisbon Lounge e o Linving Lounge Hostel ficaram em segundo e terceiro lugar respectivamente. Quanto à Cidade Invicta viu também dois dos seus hostels premiados, na categoria de melhores hostels pequenos.

http://www.hostelworldvideos.com/videos/travelguidePlayer.swf?videoPath=lisbon%5Ftravellershouse&imagePath=lisbon%5Ftravellershouse%2Flisbon%5Ftravellershouse%5Fstart%2Ejpg&imagePathEnd=lisbon%5Ftravellershouse%2Flisbon%5Ftravellershouse%5Fend%2Ejpg&flvUrl=http%3A%2F%2Fwww%2Eportuguese%2Ehostelworld%2Ecom%2Fhosteldetails%2Ephp%2FTravellersHouse%2DLisbon%2D15588

Air France: 60 bilhetes de avião em concurso

Até quarta 09 de Março 2011, os fãs da página Facebook da Air France são convidados a participar no novo jogo, «Travel Challenge», cujos prémios são bilhetes de avião. Uma oferta de 60 bilhetes para um destino à escolha dos vencedores.
O funcionamento é muito simples: diariamente, na aplicação “Travel Challenge”, o fã descobre “a foto do dia” e deve adivinhar, entre três escolhas propostas, a cidade ou lugar onde esta foi tirada. Para aumentar as suas hipóteses, o fã convida os seus amigos a seguir a página Facebook Air France, se um dos seus fãs patrocinados ganha, o fã “padrinho” também ganha. Todas as noites às 20h00 (horas de Paris), os vencedores são sorteados electronicamente e imediatamente informados por e-mail do prémio alcançado na sua conta Facebook e através da publicação na página da Air France.
Os prémios do jogo são compostos por 30 lotes de 2 bilhetes de avião de ida e volta em classe Voyageur (económica) válidos no conjunto das rotas Air France.

Fonte: opçãoturismo